segunda-feira, 18 de outubro de 2010

GE BAGÉ, 1974


Foto (fonte): http://www.gebage.com

Esta é para os jalde-negros não inventarem que eu sou alvi-rubro fanático.
Estes caras aí, com algumas variações no elenco, foram campeões da Taça Governador do Estado, em 1974.
Só faltou enquadrar o técnico Paulo de Souza Lobo, o Galego, mas fica o registro de que ele foi o comandante da trajetória vitoriosa do Grêmio Esportivo Bagé durante aquele ano. Foram 40 jogos, com 21 vitórias, 13 derrotas e 6 empates; 52 gols pró e 31 contra.

Fragmento do blog "Puro Futebol"- Entrevista com Paulo Roberto Rocha, eterno capitão do Bagé:

PF: "Qual o fato mais marcante vivenciado pelo senhor nestes anos como jogador do Grêmio Esportivo Bagé?"

Rocha: "Muitos... Foram 8 anos como jogador do Bagé. Lembro quando realmente me tornei jalde-negro de verdade. Foi no meu 1º Baguá (aquele que fiz o gol da vitória). Não lembro que jogador do Guarani veio me gozar, retruquei, e ouvi dele, que nem distintivo nós tínhamos na camiseta (era verdade). Lembro que entrei no vestiário no intervalo do jogo, irritado com aquilo, comentei e quase exigi do 'seu Paulo' (Galego) uma camiseta decente para o próximo jogo. No 2º tempo e tendo feito o gol da vitória passei por esse jogador e falei que nosso distintivo tava no nosso peito..., por baixo da nossa pele... Nosso distintivo era nosso coração. Ali nascia mais um jalde-negro."
Posted by Picasa

Nenhum comentário: