quinta-feira, 19 de maio de 2011

UM ECLIPSE DO SOL

¿Por que durante o eclipse do Sol (a Lua encobrindo o Sol, alinhando-se entre ele e a Terra), a Lua encobre-o totalmente, aparentando ficar do mesmo tamanho do astro-rei?
A resposta: Porque, coincidentemente, o Sol tem 400 vezes o diâmetro da Lua e está 400 vezes mais distante da Terra do que a própria Lua.
Colaboração Maurício L. P. Fontana


Por Sérgio M.P. Fontana

1966, 12 de novembro. O eclipse do Sol mais impressionante que eu já vi foi o que ocorreu em Bagé, RS, nessa data. E foi num sábado de manhã, em torno das 10:20 horas. O sol brilhava a todo o fulgor num céu quase sem nuvens. A Lua começou a invadir o seu plano de incidência sobre aquela porção da Terra e, aos poucos, foi escurecendo.

Uns dias antes, ciente da proximidade da ocorrência do fenômeno, a nossa mãe comprou umas lâminas de vidro (120 x 80 x 2 mm) e deixou-as guardadas. Na noite de sexta-feira, véspera do eclipse, eu a ajudei a escurecer os vidros com fumaça de vela. Em seguida, deixamos os anteparos de proteção escorados [em pé] no parapeito interno da janela da cozinha, para que eles secassem. No outro dia de manhã estariam prontos para o uso.

Quando a Lua encobriu o Sol na sua totalidade, o nosso galo cantou e as nossas galinhas recolheram-se aos seus poleiros. Nosso cachorro - que na verdade era uma cadela - chamado Collie (ler "colí") encolheu-se todo e resolveu procurar abrigo dentro de casa. Ficou escuro como em uma noite sem lua, apesar de ter lua no céu e um halo de sol, que só podia ser observado com os tais vidros enfumaçados. E como não era noite, as luzes da cidade estavam apagadas, o que reforçou a sensação de escuridão. Fosse essa ocorrência lá pelos idos da idade média, teríamos tido a sensação de fim do Mundo.

Ouvi dizer que equipes de reportagem de vários países tinham se deslocado até a zona sul do estado do RS porque somente em Bagé e na cidade do Rio Grande o eclipse seria total.

Uns sete ou oito minutos depois, tudo voltou ao normal, o galo cantou novamente e as galinhas despertaram da "noite" mais curta das suas vidas.

Nenhum comentário: