terça-feira, 19 de julho de 2011

OS 111 ANOS DO "VOVÔ"

Dizem que a ideia veio na bagagem do jovem alemão Johannes Christian Moritz Minnemann que chegou na cidade do Rio Grande, RS, e foi logo explicando a seus amigos que na Europa havia um novo esporte que a cada dia conquistava mais adeptos. Mas há controvérsias.

Vejamos o que diz o jornal "Agora" [da cidade do Rio Grande], de 18/07/2011:

"Os primeiros passos para a fundação do Sport Club Rio Grande foram dados no final do século 18. No início de 1900, após um período de estudos na Inglaterra, o jovem Arthur Cecil Lawson retornou a Rio Grande trazendo o gosto pelo futebol. Seu desejo era implantar o novo esporte na sua terra. Tendo como aliado o amigo de infância Henrique Buhle, começou a projetar o seu sonho. Logo percebeu que para fundar um clube de futebol teria que contar com o apoio da vasta colônia alemã residente do Rio Grande. Porém, havia um empecilho: os alemães jamais aceitariam participar de um clube fundado por um suposto inglês, como Arthur Lawson.
Com a entrada em cena do alemão Johannes Chistian Moritz Minnemam, respeitável e influente membro da sociedade, o obstáculo foi removido. Seduzido pela ideia, no primeiro contato de Arthur Lawson e Henrique Buhle, Johannes prontamente reuniu alemães, portugueses, ingleses e brasileiros, com a finalidade de fundar um clube de futebol."

Foto Christian Zangrando/Arquivo JA


1900, 19 de julho. Nesse dia Minnemann e outros colegas do Clube de Regatas Rio Grande concretizaram o seu sonho que era fundar um clube de futebol, o Sport Club Rio Grande, o mais antigo clube de futebol [em contínua atividade] do Brasil.
Não foi difícil escolher as cores do clube, apesar das inúmeras reuniões destinadas para esse fim. O verde, o vermelho e o amarelo seriam a justa homenagem ao Estado do Rio Grande do Sul, onde tantos estrangeiros, como eles, encontraram trabalho e tranqüilidade para viver.

“O entusiasmo de Minnemann era contagiante. Assim programada a reunião inicial marcada para o dia 14 de julho de 1900, sábado, com inicio às 20:30 h, sendo escolhido o local da ‘Casa dos Atiradores’ também conhecido pelo nome germânico de ‘Tiro Alemão’. A convocação era também para um ‘match’, que seria realizado na mesma manhã , entre 9:00 e 10:30 h, com a participação das equipes A e B. Prova-se assim, com esse documento oficial, que já se praticava o esporte bretão nos campos da cidade do Rio Grande. Porém não foi ainda no dia 14 a lavratura da ata de fundação. Foi marcada então nova data. Seria uma terça-feira, dia 17 de julho, na sede do clube Germânia, no prédio situado a rua Benjamim Constant, esquina Conde de Porto Alegre, atualmente Sociedade Cruzeiro do Sul, alteração sofrida em 1952, ao reabrir suas portas, fechadas com a eclosão da II Guerra Mundial em 1943. O Clube Germânia, fundado em 1863, era à época, uma sociedade chamada fechada, privada à alta sociedade alemã e aos seus familiares.

Assim na noite de 17 de julho de 1900, houve um protesto de um dos associados, que não concordava com a concessão da sede para realização de uma reunião que também congregava elementos de outras raças. Foi preciso um esforço intenso dos interessados de nacionalidade alemã para a realização da reunião no sentido de contornar o impasse, sendo, finalmente, a mesma realizada na quinta-feira, 19 de julho de 1900, no clube Germânia...”. (Portugiesisch-Hanseatische Gesellschaft/ Associação Luso-Hanseática).

Fizeram-se presentes à reunião, tendo assinado a ata de fundação, os seguintes:
R. Schwamerkurg
S. W. Robinson
O. Bernitt
C. Nieckels
G. Kladt
J. Minnemann
Arthur Cecil Lawson
O. Bernitt
R. Kladt
M. E. Castro
N. Benz
F. Reimar
M. Bomhorst
Walter Gerdau
William R. Ashlin
R. Dietiker
R. Bernitt
E. Kunz
H. Volkerz
E. Lohmann
Boje Schmidt
Henrique Buhle

Sport Club Rio Grande, em 1900
Foto arquivo de Johannes Christian Moritz Minnemann

Notas:
1) Presume-se que todos os que assinaram a ata de fundação fossem os atletas que compunham os times A e B do S. C. Rio Grande, recém fundado;
2) O texto do discurso pronunciado por Johannes Minnemann, em língua alemã, existe até hoje.

Nenhum comentário: