quarta-feira, 6 de julho de 2011

TRÂNSITO DE PELOTAS - UM "CAOS" GENERALIZADO

Caos. [Do grego cháos, através do latim chaos]. S. m. 1. História/ Filosofia. Nas mitologias e cosmogonias pré-filosóficas, vazio, obscuro e ilimitado que precede e propicia a geração do mundo; abismo: "Assim, o Deus poderoso, ardente de vida, faz surgir do caos o homem, a mulher, os astros". (Graça Aranha, A Estética da Vida, pp. 51-52). 2. Grande confusão ou desordem.

O trânsito das ruas centrais de Pelotas necessita de um projeto que seja compatível com as suas atuais necessidades. Mas isto requer a intervenção de profissionais com formação específica nessa área, o que há muito tempo parece que não vem acontecendo, pois o que se vê nas ruas, principalmente nos horários de pico, é o caos generalizado.
Atentem, para alguns exemplos:
  • os semáforos da D. Pedro II, cujo sinal amarelo (atenção!) não dura mais do 1/2 (meio) segundo, tempo insuficiente para uma reação segura dos motoristas;
  • a mão dupla na rua Barroso, onde os pedestres enfrentam uma verdadeira "roleta russa", transtorno que poderia ser evitado se o trânsito de veículos na via fosse ordenado em sentido único;
  • corredor de ônibus em via de mão dupla (D. Pedro II) - para comportar o corredor, a D. Pedro II também deveria ser uma via de mão única, e daria para aproveitar o espaço restante para implantar uma ciclovia;
  • a rua Gen. Neto, entre a JK e a Barroso, é tão estreita que também deveria ter sentido único (bairro/centro).
E assim outros problemas semelhantes, de fácil solução, poderiam ser identificados pelo poder público municipal e imediatamente abordados, sem comprometimento significativo das verbas do município.
Tenho certeza que a população de Pelotas ficaria mais feliz.
Atravessar a rua Almirante Barroso na esquina com a rua Dr. Cassiano do Nascimento, em Pelotas, RS, só é possível correndo, e correndo o risco de sermos atropelados.
A foto noturna sem flash é um propósito simbólico para a escuridão, as trevas, o caos que imperam no trânsito pelotense também durante o dia.

Nenhum comentário: