terça-feira, 20 de setembro de 2011

JOE ARPAIO - XERIFE

Joe Arpaio é o xerife do Condado de Maricopa/Arizona, já há bastante tempo e continua sendo reconduzido a cada nova eleição.

Ele criou a "cadeia-acampamento", que são várias tendas de lona cercadas por arame farpado e vigiadas por guardas, como numa prisão normal.

Entre outras diretivas:
- baixou os custos da refeição para 40 centavos de dólar que os detentos, inclusive, têm de pagar;
- proibiu o fumo;
- não permite a circulação de revistas pornográficas dentro da prisão;
- não permite que os detentos pratiquem halterofilismo;
- montou equipes de detentos que, acorrentados uns aos outros (chain gangs), são levados à cidade para prestarem serviços para a comunidade e trabalhar nos projetos do condado.

Para não ser processado por discriminação racial, começou a montar equipes de detentas também, nos mesmos moldes das equipes de detentos.

Cortou a TV a cabo dos detentos, mas quando soube que TV a cabo nas prisões era uma determinação judicial, religou, mas só entra o Canal do Tempo e o da Disney.

Quando perguntado por que o Canal do Tempo, respondeu que era para os detentos saberem que temperatura vão enfrentar durante o dia quando estiverem prestando serviço na comunidade, trabalhando nas estradas, construções, etc.

Em 1994, cortou o café, alegando que além do baixo valor nutritivo, estava protegendo os próprios detentos e os guardas que já haviam sido atacados com café quente por outros detentos, sem falar na economia aos cofres públicos de quase US$ 100,000.00/ano.

Quando os detentos reclamaram, ele respondeu:
- "Isto aqui não é hotel 5 estrelas e se vocês não gostam, comportem-se como homens e não voltem mais."

Distribuiu uma série de vídeos religiosos aos prisioneiros e não permite quaisquer outros tipos de vídeo na prisão.

Perguntado se não teria alguns vídeos com o programa do partido democrata para distribuir aos detentos, respondeu que não o faria nem se os tivesse, pois provavelmente essa era a causa da maioria dos presos ali estarem.

Com a temperatura batendo recordes a cada semana, uma agência de notícias publicou:
"Com a temperatura atingindo 116º F (47º C), em Phoenix no Arizona, mais de 2000 detentos na prisão acampamento de Maricopa tiveram permissão de tirar o uniforme da prisão e ficar só de shorts [cor-de-rosa], que os detentos recebem do governo.

No fim do verão/2011, centenas de detentos estavam recolhidos às barracas, onde a temperatura chegou a atingir a marca de 138º F (60º C).

Muitos, com toalhas cor-de-rosa enroladas no pescoço, estavam completamente encharcados de suor.
- "Parece que a gente está dentro de um forno!" - disse James Zanzot que cumpriu pena nessas tendas por um ano.

Joe Arpaio, o xerife durão que inventou a prisão-acampamento, faz com que os detentos usem uniformes cor-de-rosa e não faz questão alguma de parecer simpático.

Diz ele aos detentos:
- "Nossos soldados estão no Iraque onde a temperatura atinge 120° F (50° C), vivem em tendas iguais a vocês, e ainda tem de usar fardamento, botinas, carregar todo o equipamento de soldado e, além de tudo, não cometeram crime algum como vocês, portanto calem a boca e parem de reclamar."

E ainda conclui, por fim:
- "Se existissem mais prisões como essa, talvez o número de criminosos e reincidentes diminuísse consideravelmente;"
- "Criminosos têm de ser punidos pelos crimes que cometeram e não serem tratados a 'pão-de-ló', tendo do bom e melhor, até serem soltos para voltarem a cometer os mesmos crimes e voltarem para a vida na prisão, cheia de regalias e reivindicações;"
- "Muitos cidadãos honestos, cumpridores da lei e pagadores de impostos não têm, por vezes, as mesmas regalias que esses bandidos têm na prisão."

Colaboração Maurício Fontana

Nenhum comentário: