sexta-feira, 7 de outubro de 2011

VINHO & SAÚDE

Há várias décadas, pesquisadores espalhados por todo o Mundo têm investigado a ação antioxidante de substâncias presentes nas uvas pretas. Os resultados obtidos até aqui dão conta que o consumo moderado de vinho tinto, especialmente os originados de determinadas qualidades de uvas, trazem benefícios não desprezíveis à saúde. Vejamos o que até agora foi constatado:




- ALZHEIMER - Fortes antioxidantes, os polifenóis presentes nas cascas e sementes das uvas pretas serão os responsáveis por evitar o envelhecimento das células cerebrais;

- ARTRITE REUMATÓIDE - Investigadores suecos concluíram que tomar cinco copos de vinho tinto por semana reduz para metade o risco de desenvolver a doença;

- ENVELHECIMENTO CARDÍACO - O Resveratrol, uma enzima natural do vinho tinto, prolonga a vida do coração, imitando o efeito das dietas de restrição calórica;

- CÂNCER DE PRÓSTATA - Os homens que bebem quatro ou mais copos de vinho tinto por semana reduzem em 50% o risco de sofrer deste tipo de tumor. Isso parece dever-se ao resveratrol, uma enzima natural do vinho tinto;

- ENVELHECIMENTO CARDÍACO - o resveratrol prolonga a vida do coração, imitando os efeitos das dietas de restrição calórica;

- MAU COLESTEROL - Os polifenóis ajudam a prevenir a formação de placas de gordura nas artérias, reduzindo o mau colesterol (LDL) e aumentando o colesterol bom (HDL);

- PEDRAS NOS RINS - Em 1998, uma equipe de pesquisadores de Harvard/USA, dirigida por Gary Curham, demonstrou a relação entre o consumo de um copo de vinho tinto por dia e a redução de 59% do risco de formação de cálculos renais.


Pesquisa
http://falandodevinhos.wordpress.com


Post Scriptum: Recomendo, por experiência pessoal, o consumo dos vinhos tintos secos, com graduação alcoólica não inferior a 11,5%.

Nenhum comentário: