segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA - ENTRE GEN. NETO E BENTO GONÇALVES - PELOTAS, RS

CONSTATADO E CONFIRMADO. O caos generalizado na porção não duplicada da JK de Oliveira, em Pelotas, nas chamadas Horas de Pico, existe há muito tempo, e piorou a partir da inauguração de uma filial de hipermercado, em 27/11/2003, e da adaptação do prolongamento da Av. Bento Gonçalves ao fluxo dos veículos que pretendem:
  1. dirigir-se ao hipermercado;
  2. entrar na Juscelino à esquerda, para depois dobrar em direção à Ferreira Viana;
  3. entrar na Juscelino à esquerda e continuar em frente, na direção Norte, atravessando a Av. Ferreira Viana;
  4. entrar na Juscelino à direita, provenientes da zona duplicada da própria Juscelino, depois de fazer o contorno adjacente a um posto de gasolina e a uma loja fast-food;
  5. continuar em frente pelo prolongamento da Av Bento Gonçalves;
  6. Sair do tal hipermercado e [tentar] entrar à esquerda para contornar o posto de gasolina ou seguir pela Av. Ferreira Viana em direção à Av. Bento Gonçalves.
À noite as dificuldades são naturalmente agravadas pela luminosidade atenuada.

Pelotas ainda não entrou na Era das pontes elevadas e viadutos, mas bem que cabia algo do gênero sobre as vias de trânsito acima mencionadas.

E dizem as más línguas que nos registros oficiais o trecho da JK de Oliveira que vai da Rua Gen. Neto até o prolongamento da Av. Bento Gonçalves já está duplicado há muito tempo.
  





Os flagrantes [em lusco-fusco] do trânsito na JK não duplicada, dão uma amostra não muito significativa do problema. Mas ele existe.

Nenhum comentário: