terça-feira, 14 de agosto de 2012

LISTERIOSE

2012, 13 de agosto - porto de Vladivostok. A Vigilância Veterinária das regiões de Primorie e Sacalina, no extremo oriente da Rússia, detectou bactérias perigosas em um lote de frangos provenientes do Brasil.

Segundo informação da agência IA Kazakh-Zerno, foram realizados testes em laboratório que identificaram agentes de LISTERIOSE nos frangos brasileiros.

A listeriose é uma doença grave, causada, principalmente, pelo consumo de alimentos contaminados com a bactéria Listeria monocytogenes. A incidência da listeriose tem aumentado nos últimos anos, assim como a população de risco para esta infecção.

De acordo com o Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia, 24 toneladas de frangos contaminados foram enviados de volta ao Brasil.

A bactéria L. monocytogenes não ocorre somente em produtos de origem animal. Ela pode estar presente também no ambiente agrícola solo-água-planta, uma vez que é resistente a várias condições adversas, como elevada acidez e concentração de sal. Além disso, é capaz de crescer em baixas concentrações de oxigênio e sob temperaturas medianamente refrigeradas, sobrevivendo por longos períodos no ambiente, nos alimentos, nas fábricas de produtos alimentares e nos refrigeradores domésticos.

Os sintomas da doença são semelhantes aos de uma gripe (não confundir com a chamada Gripe do Frango que é causada por mutações do vírus Influenza - H5N1), afetando mais comumente as pessoas com baixa imunidade devido a doenças crônicas e uso constante de medicamentos, grávidas, recém-nascidos e idosos.

Para saber mais sobre a Listeriose descrita nesta postagem, sugiro consulta à publicação

DISSEMINAÇÃO DE CEPAS DE Listeria monocytogenes NA CADEIA PRODUTIVA DE FRANGOS NA REGIÃO SUL DO RIO GRANDE DO SUL ANALISADA ATRAVÉS DE PFGE - Departamento de  Ciência e Tecnologia Agroindustrial / Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel / Universidade Federal de Pelotas.


Fontes:
Escola Superior de Biotecnologia - Universidade Católica do Porto / Distrito do Porto /  Portugal;
Gazeta Russa.

Nenhum comentário: