terça-feira, 20 de novembro de 2012

MAR BRAVO - O ACIDENTE DO MICHELANGELO

SS MICHELANGELO (1965 - 1991) 
Tonelagem: 45.933 toneladas
Comprimento:: 275,81 metros
Largura: 31,05 metros
Calado: 10,4 metros
Passageiros (cap. máxima): 1.775 
Tripulação: 725

1966, 12 de abril. Naquela manhã, o capitão Giuseppe Soletti instruiu todos os 745 passageiros do Michelangelo [que fazia uma viagem de travessia de Genova a New York] a permanecerem em suas cabines, e ordenou que o navio tomasse uma rota mais ao sul do que o habitual para evitar o centro da tempestade.

Por volta de 10 horas, ondas de até 20 metros começaram a açoitar a embarcação que ainda assim conseguia alinhar a proa por cima delas. De repente uma onda ainda maior surgiu imediatamente à frente do Michelangelo, subindo sobre a proa cerca de 18 metros de altura e rasgando as superestruturas da frente do navio e avançando mais de 70 metros de distância no sentido longitudinal do barco. Dois passageiros que estavam em cabines na parte atingida pela onda foram mortos imediatamente. Um tripulante morreu horas mais tarde e mais de 50 pessoas ficaram feridas, 10 delas gravemente.

Logo após o acidente, o Michelangelo foi socorrido por um navio militar norte-americano que ofereceu assistência médica adicional, enquanto os médicos do próprio Michelangelo trabalharam sem parar até a chegada em New York. Lá, reparos temporários foram feitos no navio que teve suas partes danificadas cobertas com lona. Ao voltar para a Itália, o navio foi reparado efetivamente. Folhas de liga de alumínio que compunham a parte frontal foram substituídas por chapas de aço.

Na década de 1960 o alumínio era usado para construir as superestruturas de vários navios modernos com a finalidade de reduzir o peso total e o consumo de combustível. Mas após o acidente do Michelangelo os construtores optaram por reforçar com aço as superestruturas frontais de suas embarcações.

Fotos
http://www.michelangelo-raffaello.com/italian_site/servizio_michelangelo/incidente_michelangelo/incidente_michelangelo.htm

Para saber mais sobre o SS Michelangelo siga o link: Projeto Michelangelo.

Nenhum comentário: