segunda-feira, 17 de março de 2014

RACISMO


por Valacir Marques Gonçalves*

O racismo está sendo discutido no país, ou melhor, no mundo do futebol... A presidenta deu apoio aos ofendidos, algumas punições foram anunciadas. Mas é bom não esquecer que o Brasil foi o último a abolir a escravidão na América. Quando isto aconteceu, foram queimados grande parte dos documentos relativos ao período, 300 anos de história foram destruídos para evitar a terrível lembrança... Uma pergunta pode ser feita. Será que os documentos não foram destruídos para evitar a produção de ações indenizatórias contra os atos desumanos cometidos? As recentes demonstrações de racismo ajudam a entender por que o país resistiu a libertar os escravos, por que os documentos relativos ao período foram destruídos.

Olho isso e lembro o filme ganhador do Oscar nos Estados Unidos, “12 Anos de Escravidão”. Como disse alguém, o filme é uma prestação de serviço às pessoas que estão vivas e às que ainda irão nascer. Dirigido pelo negro Steve Mc Queen, e produzido pelo incensado Brad Pitt, ele foca um episódio acontecido no país. Fui ao cinema e saí impactado com a crueldade mostrada, pela maneira que o fato foi abordado, e pelo notável desempenho dos atores. Um filme como esse faz a humanidade pensar. Ele não deixa ninguém esquecer o que aconteceu. Pesado, forte, as pessoas saem impactadas, prontas a lutar, a protestar contra qualquer tipo de racismo no mundo.

Quanto ao Brasil, um país que resiste a libertar escravos e queima documentos sobre a época, não pode ficar só no discurso e em demagógicas ações de solidariedade, precisa fazer mais. O Brasil também merece um filme dirigido e produzido por artistas e intelectuais que precisam sair da posição cômoda que ora ocupam - a discussão ficar restrita ao mundo do futebol é pouco.

Valacir

Valacir Marques Gonçalves. Gaúcho de Bagé. Policial federal aposentado. Bacharel em Jornalismo e Direito, com especialização em Cooperativismo e Jornalismo Sindical. Presidente da Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Policiais Federais do Rio Grande do Sul. É sócio fundador do Sindicato dos Policiais Federais do mesmo estado onde foi um dos criadores e incentivadores do Jornal “Modus Operandi” e do site da entidade. Foi titular da “Coluna do Vala” no site da Federação Nacional dos Policiais Federais/FENAPEF. Tem textos publicados em vários sites destacando-se, entre outros: “Observatório da Imprensa”, “Consultor Jurídico”, da Associação Nacional dos Procuradores da República, da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Rio de Janeiro e da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais. E-mail: vala1@uol.com.br

Nenhum comentário: