terça-feira, 31 de maio de 2016

O "HINO" DO "SENTA A PUA!"

Segunda Guerra Mundial - 1944, 4 de julho.  Foi nessa data, bem no Dia da Independência dos Estados Unidos da América (168 anos), que o 1º Grupo de Caça da Força Aérea Brasileira, o "Senta a Pua!", composto por 32 pilotos e equipe de apoio, desembarcou na base aérea de Suffolk, em Long Island. Seu objetivo era dar continuidade aos treinamentos específicos, com os aviões que seriam utilizados pelo grupo em combate, os Republic P-47 Thunderbolts.

Foto: http://veja.abril.com.br/especiais_online/segunda_guerra/edicaoespecial/sub2_imp.shtml

Naquela oportunidade o grupo pode, de imediato, provar sua capacidade de resolver imprevistos. E na cerimônia de apresentação e desfile de boas-vindas, a tropa norte-americana cantou o hino da sua Força Aérea. Então chegou o momento do desfile da recém chegada tropa brasileira. O capitão Marcílio Gibson, de improviso, ordenou a seus comandados que cantassem "A Jardineira" - marchinha de carnaval composta por Humberto Porto e Benedito Lacerda, em 1938, e gravada por Orlando Silva para o carnaval de 1939 -, cuja letra era conhecida por todos. Assim...,

"Ó jardineira, por que estás tão triste? / Mas o que que foi que te aconteceu? /...",

uma popular marcha carnavalesca, entoada em ritmo de hino militar, e com toda a força dos pulmões dos aviadores brasileiros, foi, naquela ocasião, transformada no hino do "Senta a Pua!".
https://www.letras.mus.br/marchinhas-de-carnaval/430634/

Após o desfile, os militares norte-americanos - que obviamente não entendiam o significado das palavras cantadas em português - cumprimentaram seus colegas brasileiros pelo belo e emocionante hino.

Fontes:
BARONE, J. 1942: O Brasil e sua Guerra Quase Desconhecida. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 2013. 288 p.
http://veja.abril.com.br/
http://veja.abril.com.br/https://www.letras.mus.br/

Nenhum comentário: