quinta-feira, 2 de junho de 2016

ALGUMAS ALTERAÇÕES NAS REGRAS DO FUTEBOL

Março/2016. Decisão histórica da IFAB (International Football Association Board), em sua 130ª Reunião geral Anual, em Cardiff, País de Gales, abriu o caminho para a introdução de experiências, em partidas oficiais, com árbitros assistentes de vídeo no futebol.
Imagem: http://pt.depositphotos.com/search/futebol.html?AVUPC1AzavO-EQwN5OmD=&qview=9376104

Outras adaptações às regras do futebol, a seguir também destacadas, passam a valer a partir de 1º de junho de 2016.

      1.    CAMPO DE JOGO
O campo de jogo também poderá ser de grama híbrida, ou seja, grama natural adaptada sobre uma base de grama sintética.

      2.    OS JOGADORES
Se:
. uma partida for interrompida por interferência de um membro da equipe técnica, substituto, jogador substituído ou expulso, o árbitro reiniciará o jogo com tiro livre direto - observação: a regra não esclarece quanto ao local de onde deve ser cobrada a infração;
. uma partida for interrompida por causa ou indivíduo - exemplo: torcedor - sem ligação com o jogo, este é reiniciado com bola [neutra] ao chão;
. alguém, fora dos 22 jogadores, impedir um gol, o árbitro poderá validá-lo.

      3.    OS UNIFORMES DE JOGO
Toda a fita ou outro material que estiver cobrindo as meias, deverão ser da mesma cor das meias;
Se um atleta sair do campo de jogo para trocar as chuteiras, não necessitará da permissão do árbitro para retornar, desde que seja autorizado pelo quarto árbitro.

      4.    OS ÁRBITROS
A partir da entrada do árbitro em campo, mesmo que somente para inspecionar o campo de jogo, esse poderá expulsar um atleta – por insulto, por exemplo; não poderá, porém, apresentar-lhe o cartão amarelo, pois as advertências somente serão permitidas somente durante o desenrolar da partida;
Se um atleta se lesionar e a equipe médica entrar para atendê-lo, não será necessário que o jogador deixe o campo de jogo.

      5.    DURAÇÃO DA PARTIDA
O intervalo de tempo utilizado para os atletas beberem água deverá ser adicionado aos acréscimos dados pelo árbitro.

      6.    INÍCIO DE JOGO
A regra anterior previa que a bola deveria rolar, obrigatoriamente, para a frente quando o pontapé inicial fosse executado. A partir de agora, a bola pode ser movimentada em qualquer direção no início das partidas.

      7.    PENALTY
A nova regra proíbe o gesto de interromper-se a corrida efetuada para executar um penalty. Se o árbitro entender que houve este gesto, o atleta poderá ser advertido com cartão amarelo e perderá o direito de repetir a cobrança;
Será advertido também, com cartão amarelo, o goleiro que se adiantar além da linha de gol, em uma penalidade máxima, antes que o batedor efetue o toque na bola.

      8.    DISPUTAS POR PÊNALTIES
Para evitar que uma equipe provoque expulsões para ficar somente com atletas que sejam “especialistas” em pênalties, ante uma disputa desta natureza, a outra equipe deverá reduzir o seu número de atletas até se igualar ao adversário.

      9.    REGRA DO IMPEDIMENTO
A partir de agora não se poderá afirmar que um atleta está em impedimento por um braço ou uma perna, por exemplo. As extremidades não serão consideradas. A posição irregular será apontada exatamente ao longo da linha que passa sobre o ponto onde o jogador receber a bola.

      10. SANÇÕES
Falta cometida pelo chamado “último homem”, em situação clara de gol, só será punida com cartão vermelho se houver jogada violenta.

      11. ÁRBITROS ASSISTENTES DE VÍDEO (VARs)
Por um período experimental de dois anos serão incorporados às partidas de futebol os árbitros assistentes de vídeo (Video Assistant Referees), para analisar os lances de gol duvidosos, jogadas violentas ou problemas para identificar jogadores. O árbitro principal poderá solicitar auxílio das imagens registradas.

      12. AS SUBSTITUIÇÕES
As substituições continuarão em número de três, mas em caso de prorrogação, uma quarta substituição poderá ser efetuada.